30 de janeiro de 2011

A HONESTIDADE RENASCERÁ

Honestidade, raridade deste país de espertezas,
Onde política é escola para ficar rico da noite pro dia,
Onde a miséria é inerente nesse país de riquezas,
Onde se pune a verdade e glorifica a mentira.
O que enobrece a nossa elite é a esperteza,
Incentivando aos nossos jovens que roubar vale a pena.
Honestidade neste país é sinal de pobreza,
De quem não terá nada, de quem se apequena.
País onde a esperteza nem pensa em ser sutil,
Onde a justiça é cega e não vê esses matreiros.
Onde o lixo vira comida nesse rico Brasil,
Pois a miséria e a fome são do povo companheiro.
Por que essa avareza de brigar pelo poder e riqueza?
Por que não dividir as riquezas que a natureza nos dá?
Pois pertence a todos e não a esses imbecis que usam de espertezas.
A honestidade morta não tardará, ainda renascerá


Luiz Carlos Rodrigues dos Santos

3 comentários:

  1. Oi Malu...
    Obrigado pela visita, pelo comentário, pelo carinho...

    Use e abuse do Irmão das Estrelas, ele é nosso, não meu...é espaço para divulgar coisas minhas, mas também de enaltecer e divulgar tanta gente boa que escreve na Net e acaba no anonimato, enquanto muito como dito pelo Luis em seu texto, somente primam pela desonestidade, formando uma geração de jovens sem valores referenciais....

    Uma pena...
    Realmente li muito na vida...leio pouco agora para não cansar mais ainda os olhos idosos...hehehehe

    Foi o suficiente para me dar uma base...diversos autores, assuntos idem...moldaram aquilo que sou, além dos ensinamentos de pais, avós e tios...

    Na página inicial, entre as postagens tem um selo que recebi e indiquei aleatoriamente para algumas pessoas, já que pedem isso (nao gosto de regras como essas..hehehe)..então escrevi um adendo informando que é de TODOS...se quiser, é seu...com carinho...

    Um abraço fraterno para ti e toda familia...

    ResponderExcluir
  2. Oi Malu...
    Retornando..que bom que gostou do selo..

    É, posso parecer chato, mas isso é coisa de taurino, não sei se vc me entende ?...hehehe

    Uai, se recebi por "merecimento" me pertence, repasso da forma que quiser...acho até que algumas "perguntas" tudo bem, fica-se conhecendo um pouco mais desses novos amigos da blogosfera...mas não estipular número de pessoas a serem agraciadas...sem fica um "Q" de interrogação, se damos preferência a um ou outro...

    Qto aos livros, me perdi nas contas depois dos 40 anos..hehehe..até então era uma média de 100 por ano,...devorava...

    E nos momentos de "folga", lia GIBI...hehehe

    Um beijo carinhoso, abraços em todos aí

    ResponderExcluir
  3. Belissimo de verdades e gostos de inverno gélido que vivemos no mundo! Mentiras e inconstancias como supremos...

    Beijos flor...

    Ainda buscando inspiração!!! Obrigada pela força....

    ResponderExcluir

Palavra puxa palavra, uma ideia traz outra, e assim se faz um livro, um governo, ou uma revolução, alguns dizem que assim é que a natureza compôs as suas espécies.

Machado Assis