3 de março de 2011

Quase


Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez, é a desilusão de um quase. É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi. Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou. Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas ideias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor, não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cór, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.

A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza. O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência, porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer. Para os erros há perdão; para os fracassos, chance; para os amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.

Não deixe que a saudade sufoque que a rotina acomode que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.

Sarah Westphal

10 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Texto mais lindo de ser ler, é coisa pra gente parar e pensar a noite inteira, amei mto lindoo, já o tinha lido em outros lugares, mas sempre que leio fico a pensar...
    Bjaoo Maluuuu e linda noite

    ResponderExcluir
  3. Flor vc pegou selinho oficial do meu blog, pega la pra ti, bjus

    ResponderExcluir
  4. Lindo demais o seu blog...
    Sempre li esse texto achando que era de autoria do Luís Fernando Veríssimo, mas a pouco tempo descobri que era da Sarah. Sempre que me sinto um pouco desanimada 'vou' até ele...e como mágica, ele 'vem' até mim e me enche de vontade novamente.
    Um beijo querida!
    Estou te seguindo..

    ResponderExcluir
  5. E essa era a medidad certa, o puxão de orelha e a dose de energia que precisava..e encontrei em apenas um texto...
    Que bom que passei aqui hj..rs
    Bjos no coração e tudo de bom pra vc

    ResponderExcluir
  6. O "um quase" deve ser parente do "se eu".
    E tudo leva a crer que sempre opotamos por algum.
    bjs Malu

    ResponderExcluir
  7. Eu que agradeço linda Malu, pela atenção em postar meu selo.

    O texto é ótimo. Vida para mim só se for com paixão e intensidade. Não tem meio ternmo não dá pra viver amis ou mesmos ou se envlver amis oumenos, m,e jogo na vida com amesma intensidade e disposição com que cato os meus pedaços caso me espatife por aí, é juntar e recomeçar a me jogar de novo tão logo tenha reunido todos os meus estilhaços. Amo ser assim, não perco nada e nunca choro as quedas masi doq eu o necessário, afinal só a minha escolha por algo já me valeu cada consequencia.

    beijo!

    ResponderExcluir
  8. Adorei te ler moça, beijos e muita luz sempre

    ResponderExcluir
  9. Viver no 'quase' é estamentar a acomodação de nunca ter, nunca perder, nunca realizar. Frustrações virão por quase arriscar. arrependimentos virão por quase conseguir.Lágrimas cairão por quase amar. Viver na total certeza do 'sim' e do 'não' também nos faz sofrer. Mas afundar na incerteza do eterno 'quase' além de fazer sofrer te trará traumas que vc lembrará até morrer. Pois você quase tentou fazer algo que almejou, se tivesse feito poderia ter vivido tudo diferente. Isso tudo é questão de decisão. Melhor arriscar e ver se acerta ou erra, do que pestanejar e lamentar o não feito.
    Belo post. Seguindo!
    Visite o meu: http://manoelbritto.blogspot.com/
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. """QUASE""""

    palavrinha que detestoo migahh visse

    QUASE fui falar com vc
    QUASE te beijei
    QUASE te disse...

    rsrs

    VALEUU PELA VISITINHAA

    ADOREII O VOSSE BLOG...

    \o/ SEGUINDOOOOOOO

    XEROO LINDA

    ResponderExcluir

Palavra puxa palavra, uma ideia traz outra, e assim se faz um livro, um governo, ou uma revolução, alguns dizem que assim é que a natureza compôs as suas espécies.

Machado Assis